Aventura em Moçambique

Janeiro 26 2014

Esta semana que passou faltou a luz! Nada de anormal até aqui... só um pequeno pormenor a apontar: se bem se lembram o P. esta a morar num 30º andar!

Ora, o prédio até tem um gerador e coiso e tal, segundo nos informaram, não há problema que aquilo aguenta umas boas horas, mas como a prática é muitas vezes diferente da teoria, ficou provado que não é bem assim (nada que eu nao esperasse claro!).

Depois de uma bela manhã de trabalho, lá vai o P. almoçar a casa, pois tinha almoço feito, e eis quando chega ao prédio e o segurança, com um sorriso na cara, pergunta: Vai subir 30 andares pelas escadas?

O Pedro prontamente respondeu: eu não! Vou almoçar fora! E pronto, deu-se inicio a uma risota...

Mas o dia ainda ia a meio...

Nessa noite, o P. e os amigos portugueses do costume combinaram jantar todos lá em casa, e o jantar seria bacalhau à braz! Ora, para quem não sabe, este prato não é facil de fazer por lá pelo simples facto de ser muito dificl encontrar batata palha nos supermercados. Claro que há outras soluções, mas para um gurpo de 5 ou 6 homens, não há! Todos tinham combinado que, na ida a Portugal durante a época natalícia, iriam comprar pacotes de batata palha para levar para lá e fazer o dito prato! Assim foi, esta era a noite ideial! Mas... faltava o bacalhau que iriam comprar nessa tarde! O problema foi apenas um: supermercados fechados devido á falta da luz.

Sem bacalhau nada feito, entao decidiram ir jantar fora! Mas... alguns restaurantes tambem fechados!

No final de tanta luta, encontraram um restaurante aberto e ainda conseguiram jantar. Apesar das horas tardias, não deixaram de encher a barriguinha, ah pois é!

Aqui ficam as fotos da paparoca:

 

 

 

publicado por Vandinha às 16:36

Janeiro 26 2014

Passeava ontem pelas águas quentes de Moçambique!

publicado por Vandinha às 16:12

Janeiro 14 2014

Pois é verdade, este blog tem andado a meio gás! Se for bem a ver desde o ano passado que nao postei nada... uma vergonha!

O que se passa é que desde que o P. esteve cá em Portugal que andámos sempre numa corrida desenfreada. Isto até parece desculpa mas não é. Tívemos mil e uma coisas para tratar e além disso tentámos estar com familia e amigos o máximo de tempo possível, daí esta ausência.

Realmente já nos tinham avisado disto. Temos amigos que tambem emigraram e diziam-nos sempre que quando vêm a Portugal andam numa corrida enorme, e que em vez de férias, chegam a estar muito mais cansados do que quando estão a trabalhar eheheh.

 

Não é minha intenção deixar de escrever neste blog, muito pelo contrário, eu irei continuar pois a nossa aventura ainda mal começou ;)

 

Resumindo estes ultimos dias, passado o Natal e as festas de Ano Novo, estávamos destinados a partir todos rumo a Moçambique a partir da 2ª quinzena deste mês, mas existia uma falta que nos fazia estar com um pé atrás nesta decisão: a falta do DIRE. Este documento de residência que leva séculos e séculos a estar pronto e que é tão mas tão importante para podermos ir todos juntos para lá. Sem o DIRE eu não posso ir. Ou melhor, posso ir com um visto de turista de 30 dias, mas e depois desses 30 dias? Quem nos garante que nesse espaço de tempo o DIRE estará pronto? Ninguém! Ninguém lá consegue garantir prazo absolutamente nenhum, essa é a verdade. Portanto, ao fim de 30 dias e sem o DIRE eu seria obrigada a regressar a Portugal sob pena de pagar uma coima por cada dia que permanecer em Moçambique sem visto!

 

Deixo aqui este alerta para quem pretende ir trabalhar ou viver para lá: a legalização não é nada fácil! Mesmo nada! E quem permanecer lá ilegal, quando tiver que sair do País, paga um valor (não sei quanto é mas não é barato) por cada dia que viveu no País ilegalmente.

Portanto, eu resolvi não arriscar. Prefiro que o P. tenha o famoso titulo de residência na mão e neste caso sim, posso ir com o meu filho sem qualquer problema.

 

E assim foi... o P. chegou lá hoje, e já está de volta ao trabalho. E eu cá estou, a aguardar o DIRE.

A nossa perspectiva é irmos todos no final de Fevereiro/inicios de Março. Vamos ver. Temos que ter paciência, em Moçambique é mesmo assim, um dia de cada vez ;)

 

publicado por Vandinha às 17:25

Este blog é dedicado à nossa familia e amigos, que apesar da distância fisica, estão sempre no nosso coração. É uma forma de estarem perto de nós e de seguirem o nosso dia-a-dia nesta grande aventura!
mais sobre mim
Janeiro 2014
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

27
28
29
30
31


pesquisar
 
Contador de Visitas
subscrever feeds
blogs SAPO